Pátria Minas

 

 

Aberta no final do mês de fevereiro de 2011, a casa segue a tradição dos restaurantes mineiros originários de Senador Firmino, região da Zona da Mata, Minas Gerais: atendimento atencioso, ambiente despojado e porções e pratos generosos, com farta gama de opções. No comando da casa estão a psicanalista Sandra Guimarães Carneiro,que veio para São Paulo para trabalhar no Consulado Mineiro, o pioneiro de Senador Firmino em São Paulo, dos seus tios Geraldo Magela e Fernando Carneiro e, depois, no Xopotó, quando seu irmão, Rômulo Carneiro, ainda era sócio. O marido de Sandra, Eduardo Villaron Helene, também psicanalista, e estudioso da gastronomia.

 

A casa em que o Pátria Minas está instalado foi construída no final de década de 50 pelo tio de Eduardo, Raul Soares. Eduardo passou grande parte da infância no local e sempre teve notáveis lembranças, especialmente as gastronômicas, como as festas de Natal. “Batizamos o quintal do restaurante de Raul Soares em sua homenagem e, ainda, como referência a uma linda praça de Belo Horizonte”, diz Eduardo, que é paulista, mas tem paixão pela gastronomia mineira. “Quando conheci minha mulher já era apaixonado pelos pratos e doces mineiros. E já consumia o doce de leite de Senador Firmino, que comprava através de um professor da escola Santa Inês, onde meu pai era diretor. No primeiro encontro com Sandra, quando ela falou que era de Senador Firmino e eu disse que já conhecia a cidade de nome e tinha todos os dias em casa o doce típico de lá, foi a primeira das nossas muitas coincidências”, conta, acrescentando que o casal sempre cultivou o hábito de fazer em casa almoços e jantares para parentes e amigos.

 

“Sempre quis fazer um restaurante aqui. Há mais de dez anos contei meu sonho para a tia Elza, proprietária do imóvel e viúva do tio Raul”, revela Eduardo. Ele e Sandra juntaram sonho, paixão e razão. “Pesquisamos muito e vimos que aqui nesta região do bairro de Santana, próximo à Santa Teresinha, havia carência de um restaurante mineiro”, conta Eduardo. A reforma da casa começou em agosto de 2010 e foi concluída em março de 2011. Ficou com um aspecto clean - elegante e convidativa - com seus diversos espaços. Logo à entrada há um ipê, trazido há quatro décadas pelo pai de Eduardo, Edgard Helene, e plantado pela família em um grande evento, que está registrado em carta escrita pela tia Elza. Há também algumas mesinhas e uma cama patente, de 1915 - segundo Eduardo “um marco na história do design mobiliário brasileiro", que serve de lounge para os clientes.

 

Junto à entrada há também um balcão de madeira de demolição com 106 marcas de cachaça, todas mineiras. No salão principal, corredor e varanda há muitos detalhes mineiros, como oratórios, anjos de pedra sabão da região de Ouro Preto e um imponente lustre da cidade de Tiradentes. Chamam muito a atenção as pias dos banheiros, que remetem aos baldes de ordenha, comuns nas fazendas mineiras. No piso, há ladrilhos hidráulicos feitos à mão. A decoração é completada por outros objetos antigos, como malas de viagem e uma centenária máquina de costura, que fez o enxoval de toda a família Helene e uma máquina de escrever Remington Ao fundo, descendo uma escada, chega-se a um quintal com pés de jabuticaba, pitanga, ameixa e uvaia, com algumas mesinhas.

Há ainda uma sala exclusiva para recreação infantil.

 

No comando da cozinha está o Chefe Alfredo Lopes da Silva. Formado em gastronomia em 1992, pelo SENAC, tem experiências nas culinárias paraense, mineira, goiana, italiana e francesa. Com olhar sofisticado, Alfredo imprime sabor e delicadeza a culinária do Pátria Minas.

 

Entre as sugestões oferecidas no menu, destaque para quitutes mineiros como o Feijão Tropeiro, que leva lombo, feijão tropeiro, couve, torresmo e arroz, e a Paella Mineira, composta por carne-de-sol, lombo desfiado, couve, ovos, feijão, queijo, banana e torresmo.

Para os apreciadores de cachaça, o estabelecimento oferece uma carta com 106 opções, como a Engenho de Minas e a Musa (aguardente de banana). Sobremesas típicas como ambrosia, abóbora com coco e pudim de leite arrematam a refeição.

 

Pátria Minas - Rua. Augusto Tolle, 465, Santana, zona norte, São Paulo, SP. Tel.11/2973-1470.

 

 

Nos siga no Instagram

©Pátria Minas Restaurante - Rua Augusto Tolle, 465 , São Paulo, SP  -  FONE: 2973 1470

  • Facebook Classic
  • Twitter Classic
  • Google Classic